As varizes podem se romper?

Sem dúvida, dentre as muitas preocupações estéticas femininas, as varizes estão nos primeiros lugares da lista, e isso faz todo sentido, afinal, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 35% da população brasileira têm varizes, e as mulheres são as principais vítimas.

O mais assustador é saber que entre 40% a 50% das mulheres vão ter o problema após os 50 anos, sendo a proporção de mulheres com varizes, de três para cada homem.

Vale deixar claro que as varizes são aquelas veias inchadas, azuladas e tortuosas que não conseguem mais executar a função de circulação do sangue de forma eficiente.

Pois bem, muito além do incômodo estético, as varizes provocam dores e, em cerca de 2% de quem tem o problema, elas evoluem para quadros graves.

Então, embora, na maioria das vezes, as varizes não costumam gerar grandes complicações além do desconforto, queimação, peso e dores, em alguns quadros, no entanto, quando não tratadas da forma correta, pode haver o rompimento de varizes, causando hemorragias.

Como evitar o rompimento das varizes

É preciso ter em mente que toda veia varicosa é mais frágil e, portanto, mais suscetível a rompimentos, principalmente, ao sofrer pequenos traumas no dia a dia, até durante atividades mais comuns.

Por isso, todo cuidado é pouco, até com atividades físicas, já que o rompimento de uma veia varicosa pode acarretar problemas mais graves, que podem, inclusive, provocar a internação do paciente.

Portanto, para evitar que isso aconteça, é preciso, o quanto antes, procurar a  ajuda de um angiologista, ou cirurgião vascular,  para que ele possa definir o melhor tratamento.

Vale saber que o rompimento de um vaso pode causar desde um grande sangramento, dor, até uma infecção do local ferido, entre outras complicações.

Como se prevenir de varizes

Quem deseja se prevenir de complicações com as varizes, precisa, antes de mais nada, evitar os fatores de risco da doença e, dessa forma, prevenir o seu surgimento, usar o creme varizero também é muito útil para prevenção.

O Ministério da Saúde recomenda, dentre outras medidas de prevenção:

  • Não fumar;
  • Manter o peso ideal;
  • Praticar exercícios físicos diariamente, para fortalecer os músculos;
  • Evitar a exposição ao calor por muito tempo;
  • Evitar o uso de pílulas anticoncepcionais e de reposição hormonal;
  • Usar meias de compressão, principalmente, as mulheres grávidas, que são frequentemente afetadas pelo problema;
  • Evitar se manter, por um longo período de tempo, em pé ou sentado.

Enfim, as varizes podem se romper sim, por isso, é fundamental tratá-las assim que perceber o problema. É preciso saber que para cada tipo de varize há um tratamento diferenciado, o importante é procurar um angiologista e poder definir, o quanto antes, a melhor forma de tratar o problema.

Sobre a música

Nada como começar esse blog falando genericamente de música e primeira pergunta poderia ser.

O que é a música?

notasPode se dizer que a música é uma composição de notas musicais que juntas formam algo harmonioso, algo com ritmo que ao ouvirmos esse som agrada nossos ouvidos.

As notas  musicais são conhecidas por todos e a sua sequencia: Dó, ré, mi, fá, sol, la, si. Todos aprendem essas notas, desde crianças.

E a origem dessas notas pode ser na sua forma mais simples, oriunda de um única fonte, por exemplo um piano, ou de uma forma mais complexa, ou seja, oriunda várias fontes, como funciona uma banda, onde vários músicos compõem suas melodias e todas essas melodias juntas, criam algo harmonioso, ou seja a música.

Formas de criar uma música

Para se elaborar uma melodia, precisa-se necessariamente de alguma fonte de som, que podem ser diversas.

Oriundas de instrumentos musicais, tais como:

  • Piano
  • Violão
  • Viola
  • Guitarra
  • Baixo
  • Saxofone
  • Pandeiro
  • Cavaquinho
  • Uma caixa de fósforos (?), sim, muitas bandas usam para criar músicas
  • Flauta
  • Gaita
  • Teclado
  • Etc

Podem também serem emitidas por uma pessoa, ou animais por exemplo através de assovios, canto dos pássaros, palavras de uma forma harmoniosa.

Podem também serem emitidas de forma eletrônica, onde um computador, um software especifico, cria os sons mais diversos.

A presença da música nas nossas vidas

nota musical vermelhaMuitos médicos indicam as grávidas que desde cedo já toquem músicas para seus filhos escutarem ainda quando estão crescendo na barriga das suas mães.

Depois quando nascem os bebês, várias são as melodias que são cantadas e tocadas para as crianças, melodias essas que são passadas de geração para geração e são repetidas exaustivamente, e o melhor, as crianças se divertem.

Nos aniversários, a música esta presente, todos se juntam para cantar uma canção para o aniversariante.

É indicada em muitos tratamentos, com intuito de principalmente aliviar tensão, existem músicas específicas para isso, composições criadas de tal forma que são capazes de diminuir o stress.

E pelo resto da vida da pessoa, esses sons vão nos acompanhando. Com o passar do tempo, nosso gosto musical vai mudando, vamos tendo outras preferencias, mas dificilmente chegaremos a conclusões como: não gosto mais.

É uma grande descoberta do homem, provavelmente se deu por acaso e acompanha gerações e gerações, com algumas mudanças, com alguns aperfeiçoamentos mas sempre mantendo a sua essência, entreter, divertir, acalmar, animar. Fazer bem as pessoas. Fazer algo mágico que só a música é capaz.