As varizes podem se romper?

Sem dúvida, dentre as muitas preocupações estéticas femininas, as varizes estão nos primeiros lugares da lista, e isso faz todo sentido, afinal, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS) cerca de 35% da população brasileira têm varizes, e as mulheres são as principais vítimas.

O mais assustador é saber que entre 40% a 50% das mulheres vão ter o problema após os 50 anos, sendo a proporção de mulheres com varizes, de três para cada homem.

Vale deixar claro que as varizes são aquelas veias inchadas, azuladas e tortuosas que não conseguem mais executar a função de circulação do sangue de forma eficiente.

Pois bem, muito além do incômodo estético, as varizes provocam dores e, em cerca de 2% de quem tem o problema, elas evoluem para quadros graves.

Então, embora, na maioria das vezes, as varizes não costumam gerar grandes complicações além do desconforto, queimação, peso e dores, em alguns quadros, no entanto, quando não tratadas da forma correta, pode haver o rompimento de varizes, causando hemorragias.

Como evitar o rompimento das varizes

É preciso ter em mente que toda veia varicosa é mais frágil e, portanto, mais suscetível a rompimentos, principalmente, ao sofrer pequenos traumas no dia a dia, até durante atividades mais comuns.

Por isso, todo cuidado é pouco, até com atividades físicas, já que o rompimento de uma veia varicosa pode acarretar problemas mais graves, que podem, inclusive, provocar a internação do paciente.

Portanto, para evitar que isso aconteça, é preciso, o quanto antes, procurar a  ajuda de um angiologista, ou cirurgião vascular,  para que ele possa definir o melhor tratamento.

Vale saber que o rompimento de um vaso pode causar desde um grande sangramento, dor, até uma infecção do local ferido, entre outras complicações.

Como se prevenir de varizes

Quem deseja se prevenir de complicações com as varizes, precisa, antes de mais nada, evitar os fatores de risco da doença e, dessa forma, prevenir o seu surgimento, usar o creme varizero também é muito útil para prevenção.

O Ministério da Saúde recomenda, dentre outras medidas de prevenção:

  • Não fumar;
  • Manter o peso ideal;
  • Praticar exercícios físicos diariamente, para fortalecer os músculos;
  • Evitar a exposição ao calor por muito tempo;
  • Evitar o uso de pílulas anticoncepcionais e de reposição hormonal;
  • Usar meias de compressão, principalmente, as mulheres grávidas, que são frequentemente afetadas pelo problema;
  • Evitar se manter, por um longo período de tempo, em pé ou sentado.

Enfim, as varizes podem se romper sim, por isso, é fundamental tratá-las assim que perceber o problema. É preciso saber que para cada tipo de varize há um tratamento diferenciado, o importante é procurar um angiologista e poder definir, o quanto antes, a melhor forma de tratar o problema.